O conceito de “Reprodução Social” é  fundamental para a compreensão da profissão na sociedade capitalista.

Reprodução Social refere-se ao modo de como são produzidas e reproduzidas as relações sociais na sociedade.

A “reprodução das relações sociais” é entendida como a reprodução da totalidade da vida social – não apenas a reprodução da vida material e do modo de produção, mas também a vida espiritual e das formas de consciência social através das quais o homem se posiciona na vida social.

A reprodução das relações sociais é a reprodução de determinados modos de vida, cotidianos, valores e práticas culturais e políticas, e da forma como se produzem as ideias nessa sociedade.

Essa concepção de reprodução social fundamenta uma forma de apreender o serviço social como uma instituição inserida na sociedade. Desta forma, partindo do pressuposto que a sociedade a qual vivemos é uma sociedade dividida em Classes com interesses antagônicos: Capital e Trabalho; o Serviço Social tanto participa do processo de reprodução dos interesses de preservação do capital, quando das respostas às necessidades de sobrevivência dos que vivem do trabalho. Não se trata de uma dicotomia, mas do fato de que ele não pode eliminar essa polarização de seu trabalho, uma vez que as classes sociais e seus interesses só existem em relação. Relação que essencialmente contraditória e na qual o mesmo movimento que permite a reprodução e a continuidade da sociedade de classes cria as possibilidades de sua transformação.



Anúncios