O Serviço Social é uma profissão embutida de signos e significantes. Sua criação enquanto profissão, responde a determinações históricas e sociais. Segundo Yasbek,

O assistente social é reconhecido como o profissional da ajuda, do auxílio, da assistência, da gestão dos serviços sociais, desenvolvendo uma ação pedagógica, distribuindo recursos materiais , atestando carências, realizando triagens, conferindo méritos, orientando e esclarecendo a população quanto a seus direitos, aos serviços, benefícios disponíveis, administrando recursos institucionais, numa mediação da relação: Estado, instituição, classes subalternas.

Sendo assim, qual o ponto de partida para analisar o significado social da profissão?


Oras.. o significado social de uma profissão que responde a determinações históricas e sociais só pode ser desvendado quando inserido na própria sociedade que cria essas determinações históricas e sociais. A análise da profissão e suas demandas, tarefas e atribuições “em si mesma” não permite desvendar a lógica no interior da qual essas demandas, tarefas e atribuições ganham sentido. É preciso ultrapassar o “em si mesmo” situando o serviço social no contexto de relações sociais mais amplas que constituem a sociedade capitalista – âmbito em que esta sociedade e o Estado constroem frente à questão social e às suas manifestações.

Clique aqui para retornar a página inicial

Anúncios